CÂNCER ÓSSEO: ATUAÇÃO DE ENFERMAGEM NA PERSPECTIVA DO CONHECIMENTO DE ADOLESCENTES

Autores

  • Ana Beatriz Gomes de Paula
  • Denise Rondinelli Cossi Salvador

DOI:

https://doi.org/10.51161/rems/2505

Palavras-chave:

OSTEOSSARCOMA, EDUCAÇÃO EM SAÚDE, DIAGNÓSTICO PRECOCE, ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM

Resumo

Introdução: Câncer é um conjunto de mais de cem doenças caracterizadas pelo crescimento desordenado das células e sua capacidade de invadir tecidos. É uma das doenças mais antigas e reconhecida como um dos mais graves problemas de saúde pública enfrentado pelo Brasil, fazendo com que as ações de prevenção e controle sejam prioridades na agenda de saúde. O câncer ósseo, que em 2018 registrou 12500 casos na população infanto-juvenil, tem o osteossarcoma, como o tumor maligno mais frequente, com prevalência de 3% a 5% em crianças, e pico de ocorrência entre os 15 e 19 anos, atingem principalmente ossos longos das extremidades, como os das pernas, braços e coluna. Objetivo: A pesquisa teve por objetivo identificar o conhecimento da população infanto-juvenil sobre a doença avaliando sua visão para a prevenção e diagnóstico precoce. Material e métodos: O método utilizado foi descritivo-exploratório, e considerou uma amostra aleatória com alunos de ensino médio, de uma escola do interior paulista, na faixa etária entre 15 e 19 anos, de ambos os sexos, a amostra pesquisada contou com a participação de 66 estudantes do ensino médio, correspondendo a 27,5% do universo da escola, e os dados foram coletados após a aprovação do projeto de pesquisa pelo CEP-UNIP. Resultados: Os resultados obtidos demonstraram a falta de informação da população analisada, e a necessidade de que sejam realizadas atividades educativas sobre o tema, utilizando de estratégias e metodologias ativas, que estimulem e envolvam a sua participação e compreensão sobre o tema, visando ampliar o conhecimento sobre ele, favorecendo sua prevenção e diagnóstico precoce, e, destacando o papel do enfermeiro nesse tipo de intervenção. Conclusão: Possibilitando concluir que há o desconhecimento dos jovens entre 14 e 18 anos, sobre o câncer ósseo, confirmando a necessidade de que sejam realizadas práticas educativas, assim como demonstrou a atuação do enfermeiro em ações de promoção da saúde e prevenção de doenças, principalmente no ambiente escolar, que se constitui território fértil para o fomento de informações.

Publicado

2021-11-25

Como Citar

Paula, A. B. G. de ., & Salvador, D. R. C. . (2021). CÂNCER ÓSSEO: ATUAÇÃO DE ENFERMAGEM NA PERSPECTIVA DO CONHECIMENTO DE ADOLESCENTES. Revista Multidisciplinar Em Saúde, 2(4), 73. https://doi.org/10.51161/rems/2505

Edição

Seção

II Congresso Nacional Multidisciplinar em Enfermagem On-line

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

1 2 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.