ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO NA ASSISTÊNCIA DA SEPSE EM UNIDADES HOSPITALARES NEONATAL

Autores

  • Tâmara Helen de Oliveira Leles
  • Andreara De Almeida E Silva

DOI:

https://doi.org/10.51161/rems/2488

Palavras-chave:

ENFERMAGEM, LAVAGEM DAS MÃOS, RECÉM-NASCIDO, SEPSE

Resumo

Introdução: A sepse neonatal é uma das principais causas de morbimortalidade em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, que são submetidos a procedimentos invasivos. No contexto hospitalar a equipe de enfermagem constitui o corpo profissional mais próximo, pois o processo do cuidado envolve desde a admissão até a alta dos pacientes, além do estabelecimento de vínculo com os membros familiares. Objetivo Geral: Levantar atuação do enfermeiro na prevenção das IRAS em recém- nascidos, determinar os fatores de risco e propor medidas de prevenção relacionadas aos neonatos, reforçando o processo de lavagem das mãos. Material e métodos: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura realizada por meio das bases de dados: LILACS, PubMed/MEDLINE, e na biblioteca eletrônica Scielo, com o cruzamento dos Descritores encontrados no DeCS:Enfermagem, lavagem das mãos, sepse e recém-nascido. Compuseram este trabalho artigos originais em português, inglês e espanhol publicados no período 2000 a 2021. Foram excluídos duplicidades, teses, dissertações e revisões de literatura, totalizando um final de 18 artigos utilizados respeitando os direitos dos autores das literatura. Resultado: Foram encontrados artigos relevantes que compreende-se que a unidade neonatal é um ambiente hospitalar estressante é muito temeroso na qual os recém-nascidos permanecem em estado de extrema vulnerabilidade sendo constantemente manuseados e submetidos a procedimentos invasivos. Conclusão: Quanto aos cuidados diante do acometimento por sepse, o profissional atuará buscando qualidade de saúde dos pacientes por meio de conhecimento técnico científico, na qual estejam aptos a analisar e diferenciar parâmetros fisiológicos e patológicos, como temperatura, cessão do fluxo aéreo, frequência cardíaca ou cianose, procedimentos básicos como estes, quando feitos corretamente podem mudar o prognóstico do recém-nascido.

Publicado

2021-11-25

Como Citar

Leles, T. H. de O. ., & Silva, A. D. A. E. . (2021). ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO NA ASSISTÊNCIA DA SEPSE EM UNIDADES HOSPITALARES NEONATAL. Revista Multidisciplinar Em Saúde, 2(4), 57. https://doi.org/10.51161/rems/2488

Edição

Seção

II Congresso Nacional Multidisciplinar em Enfermagem On-line

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>