ALTERAÇÕES CARDÍACAS EM DECORRÊNCIA DA DOENÇA DE CHAGAS

Autores

  • João Vitor Ernica Gomes
  • Joyce Medeiros Araújo Tusthler
  • Lara Fabian Guimarães
  • Alcione De Oliveira Dos Santos

DOI:

https://doi.org/10.51161/rems/2205

Palavras-chave:

CARDIOPATIAS, DOENÇA, CHAGAS, INFLAMAÇÕES

Resumo

Introdução: A partir do processo de contágio com o hospedeiro, o protozoário Trypanosoma cruzi causa diversas alterações no sistema cardíaco humano, em evidência o comprometimento do miocárdio e do pericárdio são os mais frequentes,  podendo manifestar-se de diversas maneiras. Dentre elas, causando doenças inflamatórias como: miocardites e/ou cardiomiopatias. Resultando em um processo de fibrose miocárdica e arritmias ventriculares. Objetivo: Nessa perspectiva, o presente estudo buscou especificar as manifestações de alterações cardíacas da doença de Chagas. Material e Métodos : Para a elaboração deste trabalho, atribui-se a utilização de leitura crítica e de consultas de materiais  bibliográficos publicados. As buscas foram realizadas através das principais plataformas de dados de  artigos científicos, como: PubMed, SciELO, BDTD, no período anual de 2010 a 2021. Resultados: Com base nos dados analisados, identificou-se a partir de técnicas de diagnóstico de imagens que a infecção aguda causada pelo parasita é um estágio raro da doença, e pode levar o individuo a ter denervações autonômicas cardíacas, anormalidades de perfusão e fibroses miocárdicas, além disso, com o decorrer da doença o miocárdio pode ser invadido por parasitas que desencadeiam respostas inflamatórias locais e como subsequente, ocasionando uma miocardite ou cardiomiopatias. Embora existam várias causas incomuns que mesmo distantes das áreas endêmicas estão associadas com surgimento de doença cardíacas envolvendo parasitas, deve-se considerar como um provável diagnóstico em diferencial, em especial doenças relacionadas aos tecidos cardíacos e a sua camada protetora externa (pericárdio). Conclusão: Por tanto, conclui-se que a presença do parasita no organismo pode afetar vários segmentos de tecidos, camadas e comprometer a homeostase do sistema cardíaco. Além disso, ocasionando diversas alterações no cotidiano do paciente diagnosticado com a doença de Chagas, o que permite o enfoque da necessidade de novas pesquisas e estudos relacionados ao diagnóstico precoce e assim dar inicio ao melhor tratamento encontrado.

Publicado

2021-10-07

Como Citar

Gomes, J. V. E. ., Tusthler, J. M. A. ., Guimarães, L. F. ., & Santos, A. D. O. D. . (2021). ALTERAÇÕES CARDÍACAS EM DECORRÊNCIA DA DOENÇA DE CHAGAS. Revista Multidisciplinar Em Saúde, 2(4), 62. https://doi.org/10.51161/rems/2205

Edição

Seção

I Congresso Brasileiro de Doenças Infectocontagiosas On-line

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >> 

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.