CORREÇÃO CIURGICA DE HIPERPLASIA DA GLÂNDULA DA TERCEIRA PÁLPEBRA EM FILHOTE: RELATO DE CASO

Autores

  • Kelvin Ramon da Silva Leitão
  • Indianna Lua Mendes Araújo
  • Daniel Gomes Eulalio
  • Selmar Moreira
  • Jacqueline Maria Canuto De Sousa

DOI:

https://doi.org/10.51161/rems/1840

Palavras-chave:

CÃO, GLÂNDULA, HIPERPLASIA, TERCEIRA PÁLPEBRA

Resumo

Introdução: A hiperplasia da glândula da terceira pálpebra não possui patogênese determinada, mas sabe-se que é causada por defeitos nos anexos entre a glândula da terceira pálpebra e periórbita. Ocorre uma protrusão por trás da terceira pálpebra, próximo ao canto medial. Objetivo: O relato tem por objetivo reportar o tratamento cirúrgico para correção de hiperplasia da glândula da terceira pálpebra. Materiais e Métodos: Um cão, SRD, 04 meses, 3 kg, deu entrada em um hospital veterinário da cidade de Teresina - PI. O tutor relatou que há alguns dias notou uma massa próximo ao canto medial do olho direito. Foi prescrito colírio (gatifloxacino 0,3%), 1 gota em cada olho, três vezes ao dia durante 10 dias e solicitado que o animal retornasse em 7 dias. Como não houve melhora, optou-se em fazer a correção cirúrgica. Resultados: O animal foi submetido ao plano anestésico e a técnica adotada foi a do tipo bolso, onde a terceira pálpebra foi elevada e estendida, fez-se incisões paralelas de 1cm de comprimento através da conjuntiva bulbar ventralmente e dorsalmente às margens livres da glândula e retornou a glândula para a posição normal pela justaposição dessas incisões sobre a glândula usando um padrão de sutura contínua simples (Vicryl 6-0) com nós sepultados. Uma sutura em âncora foi feita para afastá-la do globo até que a inflamação e edema diminuam. Para o pós-operatório foi prescrito colírio (diclofenaco sódico 0,1%), administrar uma gota em cada olho, três vezes ao dia, durante 7 dias. Conclusão: Conforme as características do presente relato de caso, arremata-se que o tratamento cirúrgico da hiperplasia da glândula da terceira pálpebra, usando a técnica do tipo bolso apresentou bons resultados, levando a um prognóstico favorável. A técnica de bolso, dentre as técnicas cirúrgicas para solucionar esse caso, possui operação simples, sendo uma das mais fáceis de executar com precisão, possui ainda uma boa aceitabilidade pelos médicos veterinários, pois não afeta a motilidade da terceira pálpebra e tem bons índices de sucesso.

Publicado

2021-09-02

Como Citar

Leitão, K. R. da S. ., Araújo, I. L. M., Eulalio, D. G. ., Moreira, S. ., & Sousa, J. M. C. D. (2021). CORREÇÃO CIURGICA DE HIPERPLASIA DA GLÂNDULA DA TERCEIRA PÁLPEBRA EM FILHOTE: RELATO DE CASO. Revista Multidisciplinar Em Saúde, 2(3), 26. https://doi.org/10.51161/rems/1840

Edição

Seção

I Congresso On-line Nacional de Clínica Veterinária de Pequenos Animais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)