CRESCIMENTO URBANO DESORDENADO: A DEGRADAÇÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS E A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA CIDADE DE MANAUS

Autores

  • Fredson Ferreira Malcher
  • João Batista Ferreira Souza Da Silva
  • Rennie Pantoja Nogueira

DOI:

https://doi.org/10.51189/rema/1702

Palavras-chave:

URBANIZAÇÃO, MALHA HÍDRICA, OCUPAÇÕES IRREGULARES, DEGRADAÇÃO AMBIENTAL, EDUCAÇÃO

Resumo

Introdução: A cidade de Manaus está entre as 11 maiores metrópoles brasileiras, ocupando o 8º lugar entre as capitais no PIB nacional. O acelerado crescimento populacional e a expansão urbana desordenada da capital amazonense, notadamente a partir da década de 70, vêm provocando grandes impactos sociais e ambientais. Objetivo: Este artigo tem como objetivo apresentar os problemas ambientais que afetam a malha hídrica da cidade de Manaus. Material e Métodos: Realizou-se uma pesquisa qualitativa, de caráter exploratório-descritiva, com aplicação de 116 questionários, destacando-se as seguintes perguntas: Existem políticas públicas na cidade de Manaus direcionadas a criação de moradias populares?; As ocupações irregulares e a falta de saneamento básico contribuem para degradação ambiental dos recursos hídricos da cidade de Manaus?; A educação ambiental é importante no sentido de sensibilizar as pessoas para conservação da vegetação e dos recursos hídricos?, as quais possibilitaram coletar dados para compreensão dos problemas urbanos que interferem no equilíbrio ambiental dos recursos hídricos da cidade. Resultados: Ficou demonstrado que 96% dos respondentes afirmam que as ocupações irregulares e a falta de saneamento básico contribuem para a degradação ambiental dos recursos hídricos, enquanto que 6% dos respondentes apontam que as ocupações irregulares e a falta de saneamento básico não contribuem para a degradação hídrica. Conclusão: A investigação demonstrou, a poluição dos igarapés com resíduos sólidos e orgânicos, o aumento das ocupações irregulares nas margens dos igarapés e o crescimento das áreas desmatadas, que se apresentaram como evidências do crescimento urbano desordenado de Manaus. A partir disso constatou-se, que a expansão urbana desordenada, associada ao crescimento populacional e a desigualdade social, acarretará o aumento das incidências de novas invasões de terra, que provocará o agravamento dos problemas ambientais. Nesse contexto a educação ambiental é um instrumento que pode contribuir na prevenção e redução dos problemas ambientais que interferem na dinâmica da malha hídrica urbana da cidade de Manaus.

Publicado

2021-08-24

Como Citar

Malcher, F. F., Silva, J. B. F. S. D. ., & Nogueira, R. P. . (2021). CRESCIMENTO URBANO DESORDENADO: A DEGRADAÇÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS E A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA CIDADE DE MANAUS. Revista Multidisciplinar De Educação E Meio Ambiente, 2(3), 23. https://doi.org/10.51189/rema/1702

Edição

Seção

I Congresso Nacional On-line de Conservação e Educação Ambiental